Sucesso no Casamento Jaci Souto

9 sinais de que você está abusando de seu cônjuge psicologicamente sem nem perceber

O abuso psicológico costuma crescer em escala e ser até pior que o físico, já que suas marcas não são visíveis e, no entanto, podem ferir ainda mais profundamente.

9 sinais de que você está abusando de seu cônjuge psicologicamente sem nem perceber
Compartilhe
  • 441
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    441
    Shares

Abuso psicológico nem sempre é imediatamente identificado dentro das relações. Ele depende em parte das permissões que os parceiros dão um ao outro ou da sensibilidade das partes. Nem sempre o que é abuso para um casal é também para outro.

Existem situações que constrangem, ofendem ou magoam e que seguramente se configuram como abuso psicológico, quando é uma situação contínua. Se for um acontecimento isolado, por uma palavra impensada ou um momento ruim, em que o parceiro reconhece seu erro, se desculpa e promete não fazer mais, não se pode dizer que seja uma situação de abuso.

O abuso psicológico costuma crescer em escala e ser até pior que o físico, já que suas marcas não são visíveis e, no entanto, podem ferir ainda mais profundamente. E ainda que cruel, pode passar despercebido ou ser visto como uma “brincadeira” ou simples provocação sem segundas intenções.

Para que tal erro não ocorra em sua relação ou para identificar um cônjuge abusivo, aqui estão 9 sinais de que você está abusando de seu cônjuge psicologicamente

1. Suas piadas têm a ver com problemas pessoais ou situações constrangedoras

Seja o peso, a aparência no geral, o grau de instrução ou defeitos físicos, exposição de assuntos privados ou constrangedores para seu cônjuge. Se você faz isso ainda que por “brincadeira”, isso é abuso psicológico.

2. Jogo de culpa

Se você culpa ou deixa transparecer que qualquer atitude sua é responsabilidade de seu cônjuge, é abuso. Frases como “a culpa é sua” ou “se você não tivesse feito, dito, pensado, olhado, etc. daquela maneira eu não teria feito o que fiz”. Puro abuso.

3. Você diminui a autoestima do cônjuge

Se você se refere ao outro de maneira a ferir sua autoestima, com apelidos jocosos (gorda, careca, barrigudo, bruxa, etc.) de significado baixo ou humilhante, pegando no “ponto fraco” do parceiro, fique certo de que isso é abuso.

Advertisement

4. Mentiras

Toda pessoa abusiva não se importa em mentir para conseguir seus objetivos. Todo abusador é um mentiroso contumaz. Se você costuma contar uma “mentirinha” ou outra e quando descoberto nega veementemente e diz que o outro é louco, que está delirando ou que não sabe o que faz, você está sendo profundamente abusivo com seu cônjuge.

5. Diminui seu valor pessoal

Toda pessoa quer se sentir bem com suas habilidades e capacidade de realização. Se você coloca em dúvida essa capacidade de seu cônjuge, dizendo que ele/ela não faz nada direito ou não consegue fazer nada de bom, você está contribuindo para a infelicidade de seu cônjuge e sendo abusivo.

6. Banaliza os sentimentos do parceiro

Seu cônjuge tenta expor como se sente a respeito do abuso e o que consegue de você é um “você é sensível demais” ou “nossa, como você exagera” ao invés de ouvir atentamente e ponderar suas próprias atitudes você não está apenas abusando, mas também manipulando seu parceiro.

7. Faz seu par duvidar de sua própria sanidade

Também chamado de “gaslight”, devido a um antigo filme onde um marido faz sua mulher pensar que é louca ao diminuir a saída de gás das lamparinas fazendo as luzes mais fracas. Quando a mulher reclama que as luzes estão fracas ele diz não ter notado nenhuma diferença, fazendo-a duvidar de sua sanidade. Se, de alguma maneira, você induz seu parceiro a duvidar de seu próprio julgamento ou sanidade mental, você está abusando dele.

8. Você recompensa

Segundo a Dra. Kristin David, o abusador agride de maneira esporádica e entremeia os atos abusivos com outros de bondade deixando o abusado confuso e inseguro. Isso cria um ciclo vicioso de abuso e recompensa. Se você costuma agredir seu cônjuge verbalmente ou com alguns dos atos acima e depois cria mecanismos de recompensa, está causando confusão e dando migalhas de amor ao seu cônjuge.

9. Você encontra motivos que o justificam

Se após ler o que está exposto acima, seu primeiro pensamento for “ei, eu não sou abusivo, eu faço algumas dessas coisas é porque…” não interessa o que se segue ao porque, você está tentando se justificar por abuso. Você está abusando de seu cônjuge e tornando-o infeliz. Mude imediatamente sua conduta e caso se sinta incapaz busque ajuda profissional.

por Stael Ferreira Pedrosa 

Fonte: https://www.familia.com.br

 

Esta descoberta científica pode literalmente trazer seu Ex de volta, ?completamente apaixonado por você.
Faça este teste

(Visited 9.329 times, 9.329 visits today)

Compartilhe
  • 441
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    441
    Shares
  •  
    441
    Shares
  • 441
  •  
  •  
  •  
  •  

Sobre o autor | Website

A Jaci é esposa do Estevão, mãe da Pérolla. Uma mulher determinada, feliz e fervorosa que ama abençoar as pessoas com os dons que Deus lhe deu. Gestora de RH. Palestrante e escritora.

Deixe o seu Comentário