QUAL É SUA MAIOR FERIDA EMOCIONAL?

Compartilhar
  • 78
  •  
  • 1
  •  
  •  

Rejeição, abandono, humilhação, traição e injustiça, são as 5 feridas emocionais mais intensas que explicam a maioria dos nossos problemas de ordem emocional, mental e até física. O pior, é que quando não sabemos lidar com elas, desenvolvemos máscaras – armaduras de proteção – para escondê-las, acreditando que assim esses problemas desaparecerão, no entanto, com o passar do tempo, essas feridas se tornam ainda mais profundas a ponto de bloquearmos nossos sentimentos, nosso desenvolvimento em todas as áreas da vida e afetam profundamente todos os nossos relacionamentos. 

Ao identificar as feridas que carregamos, podemos descobrir a origem das dificuldades que enfrentamos de forma recorrente. Reviver feridas emocionais é sofrer novamente! É falta de amor próprio. Qual o prazer em repetir o sofrimento em alguém que amamos? Se você não gosta de repetir nos outros, por que repete em você? Além de nos ferirmos, ferimos a quem está próximo, aquele que mais amamos.  

Além de não conseguirmos nos entregar completamente num relacionamento, ainda passamos ferir a estes, pois pessoas feridas, ferem. Áreas como profissional, intelectual, conjugal, filhos e até nossa saúde física são afetadas de forma direta e isso vai virando uma soma de insatisfação e frustração.

Essas feridas, se não ressignificadas, nos levam a ao distanciamento de quem amamos, de quem somos de verdade e de quem nascemos pra ser, elas impedem e limitam nossos sonhos e objetivos de vida.  

Rejeição: O que foi rejeitado, tenta fugir de situações em que se sente inseguro, com medo de ser novamente rejeitado. Isso faz com que se sinta menos importante que os outros. Qualquer situação pensa que está sendo rejeitado, deixado de lado ou que não é bem quisto. Se ele pensar ou sentir que outros recebem mais atenção do que ele, logo ele vai se sentir de desprezado.  

Abandono: É o carente afetivo, o dependente Emocional. Carente por atenção, por carinho, de palavras. Frequentemente costuma ficar doente ou mesmo simular uma dor ou doença com para obter atenção que gostaria. Também cria situações em que precise do apoio dos demais. 

Humilhação: Se torna um hospedeiro. É generoso e está sempre disposto a ajudar os outros. O humilhado pode se doar tanto a ponto de “se roubar”  – em muitas vezes se permite ser abusado pelos outros – e apenas diz : “eu sou bom”, “eu fui bom”, “eu sou assim: bom demais”. Muitas vezes ele negligencia suas próprias necessidades, o que lhe causa grande sofrimento, tudo por medo de sentir vergonha novamente. Perde o amor próprio. 

Traição: Faz de tudo para mostrar que é seguro de si e que tem domínio da situação. Cria expectativas e sofre quando as pessoas não correspondem a elas, tem dificuldade em falar o que sente, por isso é tido ou se torna orgulhoso. 

Injustiça: Ele é perfeccionista, impaciente e exigente tanto de si, como para os outros. O parceiro se sente quase que perseguido por ele. Busca fazer tudo corretamente, não aceitando qualquer deslize ou flexibilidade. Conviver com ele, pode ser desafiador e muito chato.  

O quanto você já foi rejeitado, injustiçado, abandonado, humilhado ou traído pelas pessoas da sua família e no seu relacionamento?

Acredite que é possível ficar livre das dores causadas pelas feridas emocionais e ter uma vida mais feliz. Vivencie um processo de Psicanálise e Coaching, por você e por quem você ama.
instagram: @restauracaoderelacionamentos

Faça parte do novo grupo para Restaurar seu Casamento: Serão mais de 20  maneiras para Restaurar seu Relacionamento em quatro encontros.
Oferta exclusiva somente nesta semana. Opção individual e para o casal.

https://chat.whatsapp.com/FaDvYCG1BAc8bmxssBdJWm

  • 79
    Shares

Sobre o autor | Website

Com especialidade em Restauração de Relacionamentos, utilizando o amor da Psicanálise, (cura pelo amor), mais as poderosas ferramentas do Coaching Integral Sistêmico, também técnicas de PNL e Perfil Comportamental, desenvolvi um processo poderoso para restaurar, fortalecer, unir e gerar cumplicidade no relacionamento. Também programa para sair de estados depressivos, apáticos, de vitimização e de baixa autoestima. Desenvolvendo Inteligência Emocional, equilíbrio e uma visão para a vida com otimismo e positividade, transformando você numa pessoa mais proativa e feliz. LUCIANA CONTERATTO Gestora de Recursos Humanos; Psicanalista - Mestrado em Coach Integral Sistêmico; Analista de Perfil Comportamental; PNL;

Deixe o seu Comentário